ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-
Acessibilidade

POSTADO EM 11 ago 2022 · Administração · Turismo · Cultura · pirenópolis · piretur

Artesãos de Pirenópolis comemoram formalização da Piretur

Associação possibilitará ampliação de projetos e maiores ganhos para as famílias que vivem do artesanato na região

No dia 5 de agosto, o prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo, recebeu em seu gabinete alguns dos artesãos do município. Eles representavam, na ocasião, todos aqueles que tiram do artesanato o seu sustento. O encontro teve uma nobre causa: A entrega do Registro de Formalização da Piretur, agora uma associação independente e com grandes possibilidades de ganho.

“A formalização da Piretur é muito importante. Na prática, nos traz inúmeros benefícios. Por exemplo, é possível ter uma conta em banco e uma máquina para cartões na loja para não perdermos vendas mais; podemos pensar em projetos para angariar recursos junto aos governos e até exportar. Tudo isso vai melhorar e muito a renda e a qualidade de vida de cerca de 400 famílias que vivem do artesanato em Pirenópolis”, explica a presidente da associação, Maria de Lourdes Bernardo Aquino.

O prefeito Nivaldo Melo reiterou a importância da Piretur para o turismo de Pirenópolis e que a autonomia da associação era um sonho não só dos artesãos, mas também da administração. No encontro, o prefeito diplomou a nova diretoria que, além de Maria Bernardo na presidência, conta com Eleusa Donizete de Campos (vice-presidente), Celestina José de Alvarenga (tesoureira), Cecília Pereira de Bastos (secretária) e as conselheiras fiscais Maria Aparecida Trindade Pina, Fernanda Cristina França e Cíntia Junqueira Carvalho.

Primeira diretoria da Piretur é diplomada
pelo Prefeito Nivaldo Melo

Divina Rosa Ferreira, Manuelita de Carvalho Sousa (Beba) e Sandra Ferreira, mulheres que fizeram parte da história da Piretur, foram homenageadas pelo prefeito. Secretários da administração municipal prestigiaram o evento, dentre eles, o secretário de governo Sérgio Rady, um dos grandes articuladores para a concretização desse sonho. “A associação significa não só autonomia, mas também dignidade. Os artesãos fazem muito por Pirenópolis e merecem todo o reconhecimento e possibilidades de crescimento”, enfatizou o secretário.