JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение

Exposição Nacional de Artistas NAIFS no Centro Oeste acontece em Pirenópolis

A Prefeitura de Pirenópolis e a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Juventude convidam para a Exposição Nacional de artistas Naifs no Centro-Oeste - Enanco no Cine Pireneus. Com curadoria de Antônio da Mata e Augusto Luitgards, a mostra reúne 12 artistas de todos os cantos do Brasil. Representantes da arte naif dos Estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Bahia e Goiás colaboraram com a exposição composta por 30 peças. O projeto da exposição partiu da artista Helena Vasconcelos. De Minas Gerais, ela reside em Goiânia, e também têm obras expostas na Enanco.

Além de Helena, a mostra reúne os artistas convidados por ela: Alessandra Teles, Américo Poteiro, Antonio Poteiro (in memorian), Augusto Japia, Carmézia, Con Silva, Dilvan Borges, Elsa Farias, Enzo Ferrara, Erlei Pereira, Fé Córdula (in memorian), Lourdes de Deus, Manoel Santos, Max Ramires, Miriam (in memorian), Nilson Pimenta, O. S. Bezerra, Omar Souto, Rimaro, Rocha Maia, Rosângela Politano, Sandro Carvalho, Santana, Sérgio Pompêo, Shila Joaquim, Tânia de Maya Pedrosa, Valques Rodrigues, Vera Marina, Waldomiro de Deus e Willi de Carvalho.

O colorido e os traços primitivistas ganham espaço a partir do dia 13 de abril, no Cine Pireneus em Pirenópolis com a abertura da Exposição Nacional de Artistas Naïfs no Centro-Oeste. São 30 obras de 12 artistas, três deles homenageados postumamente – Antonio Poteiro, Fé Córdula e Mirian Inêz – e os outros convidados.
Goiás, que sempre manteve uma boa safra de artistas naifs, a artista plástica Helena Vasconcelos, autora do projeto da exposição e também uma das artistas participantes é uma das goianas. Todos os trabalhos escolhidos para a mostra são inéditos, incluindo os trabalhos dos homenageados.

As peças de autoria de Fé Córtula haviam sido produzidas pouco antes de sua morte, em agosto de 2016, mas ainda não haviam figurado em nenhuma exposição pública. Da mesma forma, as obras de Poteiro e Mirian, que integram o acervo do Museu de Arte de Goiânia (MAG) e também não haviam sido incluídas em qualquer tipo de mostra.

Antônio Poteiro será um dos artistas homenageados (in memoriam).

Destaques

Ao todo são 12 artistas naïfs de Goiás, entre nomes destacados no mercado de artes brasileiro como Omar Souto e Waldomiro de Deus, que ganham a companhia de artistas representativos de suas respectivas regiões. De origem francesa, o termo naif – ingênuo, na tradução – representa classificação nascida no século 19, na França, para denominar trabalhos não acadêmicos.
Entre as principais características do estilo estão o uso de cores vibrantes, formas lúdicas e técnicas de pinceladas de fundo autodidata, que em muitos casos conferem um aspecto rústico aos trabalhos. Em geral, trabalhos da corrente se rendem em temas regionalistas, com destaques para manifestações de cultura popular e representação de costumes do interior.
Ainda há um debate intenso sobre a autenticidade de trabalhos primitivistas que, em teoria, são trabalhos livremente criados por autores que baseiam suas obras em uma produção intuitiva.
A mostra terá abertura oficial no dia 13 de abril às 16h, e ficará à disposição do púbico para visitação de 14 de abril a 14 de maio, das 09h às 13h e 14h às 18h de segunda à sexta e no sábados das 14h às 20h.
Antônio Poteiro será um dos artistas homenageados in memoriam. Não perca a oportunidade de prestigiar a nossa cultura.


Exposição Nacional de artistas Naifs no Centro-Oeste

Data: de 13 abril a 14 de maio
Local: Cine Pireneus - Rua Direita s/n – Centro Histórico

Entrada Franca

Informações: (62) 3331-3763